Telefone (11) 3796-8859

O CONSUMIDOR PAGA TAXAS BANCÁRIAS SEM PERCEBER

dez 1, 2015

0
O CONSUMIDOR PAGA TAXAS BANCÁRIAS SEM PERCEBER

O CONSUMIDOR PAGA TAXAS BANCÁRIAS SEM PERCEBER

Posted in : Sem categoria on by : ATP

O Consumidor Brasileiro é alvo de inúmeras taxas ilegais, principalmente em contratos de financiamento de veículos, dentre as mais comuns estão a cobrança de Serviços de Terceiros e a cobrança de Serviços Correspondente não Bancários.

 

Quando o consumidor resolve adquirir um veículo novo ou usado, muitas vezes está bem empolgado com a conquista e nem imagina que além de pagar os juros prometido verbalmente pelo vendedor, paga tarifa de cadastro, tarifa de emissão de carnê, tarifa de serviços de terceiros, tarifa de avaliação de bens, serviços correspondente não bancários, tarifa de outros serviços, tarifa de promotora de vendas além de juros sobre juros e outras abusividades.

 

Estas tarifas existem para aumentar os lucros dos bancos e pagar as comissões dos vendedores, ou seja, o banco repassa as despesas com o pagamento de seus vendedores para os consumidores e de forma obscura, sem a devida informação prévia no contrato para o consumidor.

 

O Banco na verdade aproveita desta empolgação e induz o consumidor a assinar o contrato muitas vezes em branco e quase nunca lhe entrega uma cópia do contrato para uma análise posterior. Quase 100% (cem por cento) dos casos existe a cobrança dessas tarifas abusivas.

 

O consumidor deve sempre procurar na justiça seus direito para que a vitória da coletividade governe contra fornecedores donos do captalismo imoderado que só ganha e ganha e da pouco em troca.

 

Este site tem por objetivo informar ao consumidor de forma clara e objetiva quanto tem de juros abusivos e tarifas administrativas no contrato de financiamento de veículo, seja ele já quitado em até 10 anos, seja no contrato que esteja em andamento.

 

Caso não tenha o contrato em mãos, será explicado como consegui-lo de forma administrativa e simples.

 

Este site disponibiliza o cálculo prévio para a população, para que o consumidor saiba do valor que deve pedir de volta em dinheiro para o banco.

 

Muitas vezes, este valor de taxas chega a 15% do valor financiado, e é simples requerer a restituição através do pedido feito no Juizado Especial que é muito rápido.

×